Mote em Decassílabo, de Pedro Ernesto filho

Mote em Decassílabo, de Pedro Ernesto filho

SE EU NASCESSE DE NOVO PEDIRIA PRA VIVER NO PAÍS DA CONSCIÊNCIA Pedro Ernesto Filho Onde a flor exarasse mais perfume, onde a planta o ar puro respirasse, a disputa infiel não prosperasse, perdoar fosse o dom do bom costume, o amor não murchasse com ciúme, arrogância perdesse a existência onde o pássaro exibisse a inocência sem das armas temer…