SETE ESTROFES SOBRE O SETE – Marcos Mairton

SETE ESTROFES SOBRE O SETE – Marcos Mairton

A redondilha maior Tem SETE linhas rimadas, Cada qual com SETE sílabas, Em estrofes agrupadas. O SETE está na poesia, Como a luz está no dia, E o frio nas madrugadas.   Nas lendas, o SETE surge Em insólitas versões: Dragões de SETE cabeças, Reinos com SETE dragões, Ou, numa história mais leve, Ao fugir, Branca de Neve Encontrou os…
O Jumento que Jesus Montou – Marcos Mairton

O Jumento que Jesus Montou – Marcos Mairton

Quem alguma vez na vida Leu o novo testamento, Sabe que em Jerusalém, No passado, houve um jumento Que a Jesus transportou, Quando na cidade entrou Com muito contentamento. Naquele dia, Jesus, Aos discípulos disse assim: “Há ali um jumentinho A comer o seu capim. Sigam até o local Onde está o animal E tragam ele até mim”. “Se alguém…
A TAPIOCA EM GLOSAS DE MAURÍCIO SANTOS

A TAPIOCA EM GLOSAS DE MAURÍCIO SANTOS

Mote: Vamos comer tapioca Que é saudável e dá sustança Com o intuito de sustar O consumo de tapioca Há um ti-ti-ti de fofoca Espalhando duvida no ar Precisamos desmascarar Essa terrível lambança Do contrario ela avança E grave dano provoca Vamos comer tapioca Que é saudável e dá sustança Do litoral ao Sertão Consome-se essa iguaria Depois da academia…
Conciliação: Cordel de Marconi Araújo

Conciliação: Cordel de Marconi Araújo

QUEM QUER CONCILIAÇÃO, SUSPIRA PAZ SOCIAL! Poeta Marconi Araújo (I) Vou versar sobre um processo Que é autocompositivo Vibrante, substantivo E de inerente sucesso Humanizado, te peço Confesso, é sensacional Magnífico, ideal Fonte de harmonização Quem quer conciliação Suspira paz social! (II) Se há conflito, há solução Esta sim, monumental A relação pessoal Em franca restauração Judiciário em ação No…
Horário de Verão – Zé Peixoto

Horário de Verão – Zé Peixoto

Eu não gosto nem um pouco desse horário de verão, é a maior confusão deixa todo mundo louco é hora véia hora nova. O horário se renova, porém prá que eu num sei. Segundo o povo educado esse horário foi criado no governo de Sarney. Tem muita gente que gosta, porém tem outras que não e fica essa confusão de…
Aniversário sem festa – Cordel de Marcos Mairton

Aniversário sem festa – Cordel de Marcos Mairton

Neste ano em que completo 50 de idade, resolvi registrar a data contando, em cordel, passagem verdadeira da minha vida e da minha família, relacionada a festas de aniversário. Claro que melhorando um ponto ou outro da história, pois não existe Cordel sem fantasia, nem fantasia que não caiba em um Cordel. Na foto, este cordelista, acompanhado dos personagens da história:…
Botando Gás no Novembro Azul

Botando Gás no Novembro Azul

Foi através da Internet que vários poetas fizeram versos sobre o tema do "Novembro Azul". Tomei conhecimento do movimento pela coluna "Eu acho é pouco!", da poeta Dalinha Catunda, no Jornal da Besta Fubana. Uma estrofe de Ismael Gaião, outra de Dalinha. E logo outros poetas começaram a se ajuntar. Também mandei os meus. Depois, Dalinha organizou tudo. E o…
Vicença Sofia ou O Castigo de Mãe – Patativa do Assaré

Vicença Sofia ou O Castigo de Mãe – Patativa do Assaré

Esse cordel chegou aqui pelas mãos do Ricardo Piau, irmão do poeta varzealegrense Mundim do Vale. É muito bom receber contribuições assim. Grato, amigo Ricardo! 1. Vô dá uma prova franca, falando pra seu doto: gente preta e gente branca, tudo é de Nosso Sinhô. Mas tem branco inconsciente, que querendo sê decente diz que o preto faz e nega,…
Aflora a Liberdade – Dalinha Catunda

Aflora a Liberdade – Dalinha Catunda

* Já fui árvore nativa Crescendo bem natural Mas o machado da vida Em mim fez corte brutal Com sua poda inclemente Quis me fazer diferente Mas teimei em ser igual. * Por ter raízes profundas Presa a terra continuei E nos troncos decepados Ramagem nova espalhei De cada poda aplicada Saía revigorada Por isso me propaguei. * Florida reflorescida…
Viver na Roça é Assim – Carlos Aires

Viver na Roça é Assim – Carlos Aires

Às quatro e meia levanta Para cuidar da ordenha; Faz o fogo e lasca a lenha, Pra fazer almoço e janta, Vai para o roçado e planta, Feijão, milho, amendoim, Fava, batata e capim, Jerimum, alho e verdura, Pra que garanta a fartura, Viver na roça é assim. Joga milho no terreiro Para as galinhas e o galo, Bota reação…