[symple_highlight color=”red”]MARCOS MAIRTON[/symple_highlight] da Silva, autor deste blog, iniciou sua obra literária no campo da Literatura de Cordel, passando depois a publicar obras em prosa e canções, sendo autor de letras e melodias. 

Nasceu em Fortaleza, capital do Estado do Ceará, no dia 17 de agosto de 1966.  

Seu histórico escolar registra que iniciou sua alfabetização em uma escola pública de Fortaleza, em 1971, quando tinha apenas quatro anos, mas consta que, por esse tempo, já lia fluentemente, pois, segundo seus pais, aprendeu a ler aos três anos de idade. 

Sua formação acadêmica é em Direito, sendo Bacharel pela Universidade de Fortaleza – UNIFOR, mestre em Direito Público pela Universidade Federal do Ceará – UFC, e MBA em Gestão do Poder Judiciário, pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. 

Juiz Federal desde abril de 2001, antes foi Advogado, Procurador do Banco Central e Advogado da União. Desde 2005 vem ampliando cada vez mais sua produção literária.

[symple_divider style=”dotted” margin_top=”20px” margin_bottom=”20px”]

Eis aqui alguns momentos relevantes de sua carreira como escritor, poeta e compositor: 

JUNHO/2005
– Publicação de “O advogado, o diabo e a bengala encantada”, cordel editado pela Lira Nordestina, Juazeiro do Norte, Ceará.

AGOSTO/2005
– Publicação de “A sentença” e “Justiça Federal: origem, interiorização e chegada ao Cariri”, cordéis editados pela Lira Nordestina, Juazeiro do Norte, Ceará.

JUNHO/2006
– Publicação de “Uma sentença, uma aventura e uma vergonha”, livro (coletânea de cordéis) editado pela Queima-Bucha, Mossoró, Rio Grande do Norte. O lançamento em Mossoró ocorreu na Livraria Café e Cultura.

NOVEMBRO/2006

– Lançamento de “Uma sentença, uma aventura e uma vergonha” em Fortaleza, na Livraria Oboé.

AGOSTO/2007
– Criação do Blog MundoCordel, com a postagem do cordel “Uma visita inesperada“, de sua autoria.

SETEMBRO/2008
– Publicação do livro “Uma aventura na Amazônia”, cordel ilustrado por Rafael Limaverde, editado pela Conhecimento Editora, Brasília. O lançamento ocorreu na Feira do Livro de Brasília, no Shopping Pátio Brasil.

NOVEMBRO/2008
– Lançamento de “Uma aventura na Amazônia” em Fortaleza e Mossoró.

JANEIRO/2009
– O livro “Uma aventura na Amazônia” é adotado como leitura complementar em várias escolas de Fortaleza.

JUNHO/2009
– Início da coluna “Contos, crônicas e cordéis”, no site “Jornal da Besta Fubana” (http://www.luizberto.com/), assinado por Luiz Berto Filho. A primeira postagem foi a crônica “O presente do corregedor“.

AGOSTO/2009
– Publicação do livro infantil “Um sapo dentro de um saco”, pela Editora Fundação Demócrito Rocha. A obra fez parte do projeto Fábrica de Leitores, uma iniciativa das Edições Demócrito Rocha, em parceria com o Ministério da Cultura e Secretaria de Educação do Estado do Ceará, sendo distribuída para 2.546 educadores. Por coincidência, o lançamento do Projeto Fábrica de Leitores ocorreu no dia 17 de agosto, dia do aniversário de Marcos Mairton.

SETEMBRO/2009
Classificação da música “40 voltas em torno do sol” – letra e melodia de Marcos Mairton – para a semifinal do Festival Potiguar da Canção.

NOVEMBRO/2009
– Apresentação da canção “40 voltas em torno do sol” na cidade de Pau dos Ferros-RN, no Festival Potiguar da Canção.
– Divulgação dos semifinalistas do concurso literário “A Arte da Magistratura”, sendo que das 24 obras escolhidas, duas são de autoria de Marcos Mairton: a crônica “Uma confissão apaixonada” e o conto “História de Zé Luando, o homem que virou mulher”.

DEZEMBRO/2009
– Divulgação das dez obras finalistas do concurso literário “A Arte da Magistratura”, dentre elas a crônica “Uma confissão apaixonada“.

MARÇO/2010
– Publicação dos livros (cordéis ilustrados) “A Cartomante”, “A história de Zé Luando, o homem que virou mulher”, “Os dois soldados”, “O viajante e o sábio”. “O jumento que Jesus montou” e “O advogado, o diabo e a bengala encantada”, pela Ensinamento Editora, de Brasília, no Projeto Cesta Básica da Cultura e do Conhecimento”.
– Gravação da participação de Marcos Mairton na campanha do Canal Brasil para divulgação do Acordo Ortográfico entre os países de língua portuguesa.

MAIO/2010
– Premiação do concurso “Arte da Magistratura”, com Marcos Mairton em 6º lugar.

NOVEMBRO/2010
 – Lançamento do livro “O Quilombo do Encantado”, primeira de suas obras em prosa a ser editada, no Projeto Bazar das Letras, do SESC-Fortaleza. O livro foi editado pela Conhecimento Editora e tem ilustrações de Jabson Rodrigues.

JULHO/2011
– Participação no programa “Ao Som da Viola”, apresentado por Geraldo Amancio na TV Diário.

SETEMBRO/2011
– Seleção do livro “O Quilombo do Encantado” para o Programa Nacional Biblioteca na Escola – PNBE 2012 – do Ministério da Educação.

SETEMBRO/2012
– Seleção do livro “Um Sapo Dentro do Saco”, pelas Edições Demócrito Rocha, com ilustrações de Eduardo Vieira, para o PNLD 2013, do Ministério da Educação.

OUTUBRO/2012 – Tornou-se sócio fundador da Academia Quixadaense de Letras (AQL).

port_01ABRIL/2013 – Lançamento do livro “Contos, Crônicas e Cordéis”, pela Conhecimento Editora, no auditório da Livraria Cultura, em Fortaleza.

AGOSTO/2013 – Premiado em 2º lugar no concurso I Literário Varal do Brasil, com a crônica “Discutindo a Relação”, o que garantiu a participação na obra Antologia Literária Varal do Brasil 2014, organizada por Jacqueline Aisenman.

PREMIO_UFFDEZEMBRO/2013 – Finalista do Prêmio UFF de Literatura, promovido pela Universidade Federal Fluminense, com o conto “Dois Espelhos”, o que garantiu a participação na Antologia que leva o nome do concurso e homenageia os 100 anos de Vinícius de Moraes.

 

8 Comments

  1. Emmanuel Leite

    Parabéns !!!
    Este mundo da Poesia é por demais portento e pelejando com Cordel é pra lá de surpreendente!! Sou estudante de Direito da cidade de João Pessoa, esperando que um dia com esforço e lucidez, chegue bem perto deste mestre que nos ensina a fazer a mestria do Cordel . 

  2. Nildo Cordel

    Bom dia poeta!
    Parabéns pelo site, digo sitio de idéias e principalmente de preservação de nossa cultura, que regional se nacionaliza e que sendo nacional ganha o mundo.
    Poetas cordelistas sobrevivem com força e magistratura impondo uma literatura que para muitos é pobre, não acadêmica, mas que supera as expectativas dos incrédulos e reforça a vontade dos persistentes para seguir em frente.  

  3. francisco correia crispim

    Boa noite Mairton,, so hj conheci vc atraves da entrevista no Falcao. Gostei muito e saber do seu trabalho tb me cativou pois gosto de cordel. Sou de Lavras da Mangabeira  mas tou perdido aqui em Sampa desde  72. Saudade d nossa terra e bom ver as coisas que nos lembram as origens. Parabens dr. Marcos…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *