Por um instante – Marcos Mairton

Por um instante – Marcos Mairton

Ele já estava lá, quando ela chegou e postou-se ao seu lado.
Não falou nada, sequer o cumprimentou.
Ele também permaneceu em silêncio. Olhou-a, mas evitou que seus olhares se cruzassem.
Ela pareceu ter feito o mesmo.
Permaneceram assim, lado a lado, mas sem se olharem. Calados.
Tão próximos que um não poderia abrir os braços sem tocar o outro.
E, no entanto, parecia haver uma barreira invisível entre os dois.
Os corpos praticamente imóveis. Os dois pares de olhos fixos em algum ponto imaginário à sua frente.
Ficaram assim ainda por um tempo.
Pouco tempo. Mas o suficiente para que o perfume dela chegasse às narinas dele.
Gostou. Inalou uma vez mais. Lenta e profundamente.
Mas com suavidade. Como temendo deixar transparecer que o cheiro dela o agradava.
Movendo a cabeça o mínimo possível, ele olhou-a uma vez mais. E sentiu-se invadido por uma vontade irresistível de quebrar aquele silêncio.
Romper a barreira que os separava.
Imaginou que uma palavra sua poderia mudar o destino dos dois, a partir daquele instante. Talvez para sempre.
Precisaria apenas dizer a coisa certa. Do jeito certo.
Em sua mente, formulou uma frase. Descartou. Formulou outra. Pareceu-lhe melhor.
Preparava-se para soltar a voz, mas fez-se ali um leve solavanco. A porta à sua frente abriu-se.
E ela saiu, como entrou. Em absoluto silêncio.
Enquanto saía, ela ainda olhou timidamente para trás. E seus olhares finalmente se cruzaram.
Mas, só por um instante.
A porta fechou-se novamente. O elevador voltou a subir.
E os dois nunca mais se encontraram.

1 Comments

  1. Adriana leite

    Quero agradecer Sr.Marcos pelas inúmeras risadas que me possibilitou através da leitura de seu livro Contos, Crônicas e Cordéis que ganhei na Comunidade Quatro Varas em uma de minhas visitas a biblioteca. Penso que uma das belezas dos seres humanos é essa de nos guiar pelo riso nas trilhas da vida que está tão difícil de ser encarada no cotidiano, parabéns por seus lindos e oportunos escritos. Grata e feliz 2017.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *